SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA REALIZA “CAMINHADA DA MULHER” OCORRE EM ALUSÃO AO “DIA INTERNACIONAL DA MULHER”


Na última quinta- feira (12), a Secretária de Assistência Social e Cidadania Machado, realizou a “Caminhada da Mulher” em comemoração ao “Dia Internacional da Mulher”.

O evento iniciou por volta de 13:30h, no Ginásio de Esportes “O Geraldão” o local serviu de concentração para distribuição de camisas, palestras, sorteio de brindes e lanches para as mulheres. A “Caminhada da Mulher”, foi realizada pelas principais ruas da cidade durante.

Vale ressaltar que as comemorações iniciaram no último dia 10 de março de 2020, a “PROGRAMAÇÃO ALUSIVA A SEMANA DA MULHER”.

Contamos na abertura com a ‘tarde de beleza’ com: cortes de cabelo, manicure e sobrancelhas. A Secretaria de Saúde apoiou o evento oferecendo aferição da verificação da pressão arterial e teste rápido para Hepatite C e Sífilis.

A seguir algumas informações a respeito do “Dia Internacional da Mulher”:

“Dia Internacional da Mulher: a origem operária do 8 de Março
Muitas pessoas consideram o 8 de Março apenas uma data de homenagens às mulheres, mas, diferentemente de outros dias comemorativas, ela não foi criada pelo comércio – e tem raízes históricas mais profundas e sérias.
Oficializado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1975, o chamado Dia Internacional da Mulher é comemorado desde o início do século 20.
Hoje, a data é cada vez mais lembrada como um dia para reivindicar igualdade de gênero e com protestos ao redor do mundo – aproximando-a de sua origem na luta de mulheres que trabalhavam em fábricas nos Estados Unidos e em alguns países da Europa.

Elas começaram uma campanha dentro do movimento socialista para exigir seus direitos – as condições de trabalho delas eram ainda piores que as dos homens à época.

A origem da data escolhida para celebrar as mulheres tem algumas explicações históricas. No Brasil, é muito comum relacioná-la ao incêndio ocorrido em Nova York no dia 25 de março de 1911 na Triangle Shirtwaist Company, quando 146 trabalhadores morreram, sendo 125 mulheres e 21 homens (naa maioria, judeus), que trouxe à tona as más condições enfrentadas por mulheres na Revolução Industrial.” (Fonte: https://www.bbc.com/portuguese/internacional-43324887 )

“Juntos Construindo Uma Nova História”

COMPARTILHAR